Guia del Rei

Pontos Turísticos

Os pontos turísticos em São João del-Rei são monumentos cíveis simbólicos da cidade, que tem importância histórica ou cultural. São casarões, museus etc. Veja abaixo a relação de pontos com informações sobre localização e visitação.

– Acervo do 11º BIMth (Batalhão de Infantaria de Montanha – Regimento Tiradentes)
Endereço: Ladeira Ten. Villas Boas, s/nº – Centro – Cep: 36307-316.
Telefone: (32)3379-1310
Horário de visitação: Segunda a quinta de 14:00 às 16:30
Obs: Fora desses dias e horários entrar em contato por telefone e falar com o oficial do dia.
Histórico: Criado em 2004, abrigando em seu interior documentos e fotos sobre a história do 11º Bimth. Desde sua criação até os dias de hoje.
Entrada: Não é cobrado taxa pra visitação.

– Antiga Casa de Intendência
A antiga Casa da Intendência funcionou no local onde hoje existe a Escola Estadual Maria Tereza. Alguns anos antes, a Intendência funcionava na casa onde residiu o Barão de Itambé.

– Casa Colonial
Nesta grandiosa casa funcionou por muitos anos o Grande Hotel de São João Del Rei. No ano de 1889, aconteceu uma inusitada situação política: Silva Jardim precisou se retirar às pressas para se defender dos monarquistas são-joanenses, que, reagindo à sua tentativa de discursar a favor dos republicanos, apedrejaram o hotel.

– Casa de Bárbara Eliodora
Neste casebre nasceu e se casou a poetisa Bárbara Eliodora, mulher do poeta e inconfidente Alvarenga Peixoto. Hoje, dá lugar a Secretaria Municipal de Turismo e o Museu Tomé Portes Del Rei. Ao fundo está instalada a Biblioteca Municipal Batista Caetano de Almeida. Possui precioso acervo com obras antigas e raras como L’Éncyclopedie Methodique de Diderot e d’Alembert e o jornal político francês Le Moniteur Universel, além de volumes de autores clássicos da literatura latina, francesa, inglesa e portuguesa dos séculos XVIII e XIX.

Visitação: Secretaria Municipal de Turismo e Museu Tomé Portes Del Rei: segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.
Biblioteca Municipal: segunda a sexta-feira, das 7 às 17 horas.

– Casa de Câmara e Cadeia
Atual Prefeitura Municipal, o imponente sobrado foi inaugurado em 1849 para abrigar a Casa de Câmara e Cadeia da Vila de São João Del Rei, funcionando no andar superior a Câmara Municipal e no térreo a Cadeia, segundo costume da época. Em 1925, a cadeia foi transferida temporariamente para o Largo do Carmo, sendo instalada no local a Biblioteca Municipal. É um dos principais pontos turísticos em São João del-Rei.

– Casa do Barão de Itambé
No período colonial, este majestoso solar funcionou como Casa da Intendência, passando a pertencer no século XIX ao Barão de Itambé. Junto à fachada principal, um passo da Paixão de Cristo demonstra a fé das famílias mineiras.

– Casa do Barão de São João Del-Rei
O sobrado pertenceu ao Barão de São João Del Rei. No ano de 1881 o imperador Dom Pedro II nele se hospedou, por ocasião da inauguração da Estrada de Ferro Oeste-Minas. Até alguns anos atrás, foi sede da 34ª Superintendência Regional de Ensino e no momento está sem utilização.

– Casa do Padre José Maria Xavier
Nesta casa nasceu o Padre José Maria Xavier (1819 – 1887). Consagrado compositor colonial, produziu vasto repertório de músicas sacras, conhecidas no Brasil e no exterior. No Largo do Rosário, há um busto em sua homenagem.

– Chafariz Colonial
O chafariz foi trazido da Europa em 1887 e erguido ao lado da Igreja de Nossa Senhora do Carmo. É conhecido como chafariz colonial.

– Chafariz da Legalidade
Construído em 1834 pela Câmara Municipal, o chafariz serviu para registrar um fato histórico: São João Del Rei foi capital provisória da Província de Minas Gerais em 1833, em decorrência de uma sedição militar ocorrida em Vila Rica.

– Conservatório Estadual de Música Padre José Maria Xavier
Criado em 1951, o Conservatório Estadual de Música Padre José Maria Xavier é reconhecido pela Secretaria de Estado da Educação. Oferece vários cursos de formação artístico-musical como: canto, violão, violino, flauta, clarineta e piano. Possui orquestra, coral e conjuntos instrumentais formados por seus alunos.

– Estação e Museu Ferroviário
Inaugurado em 1981, ano do centenário da Oeste-Minas, o museu reúne equipamentos, peças mecânicas, painéis didáticos e fotografias que contam a história da ferrovia na região. O museu funciona nas dependências da Estação Ferroviária da Estrada de Ferro Oeste-Minas, uma construção típica do século XIX com belíssima cobertura em ferro. Exibe, também, a primeira locomotiva com vagão de luxo utilizada para uso da administração e uma coleção de 11 locomotivas a vapor Baldwin, além de carros e vagões de carga. É um dos pontos turísticos em São João del-Rei mais famosos e mais visitados.

O Passeio de Maria Fumaça até Tiradentes, em máquina e vagões similares aos expostos, lembra tempos remotos e revela a bucólica paisagem da região marcada pelo Rio das Mortes.
Endereço: Rua Antonio Rocha, s/nº – Centro – Cep: 36307-304.

Telefone: (32)3371-8485
Email: centroatlantica@mgconecta.com.br
Horário de visitação: Segunda não abre
Terça a domingo: 09:00 às 17:00h
Histórico: A Estação Ferroviária foi inaugurada em 28 de agosto de 1881. Todo o seu complexo ferroviário foi tombado em 03 de agosto de 1989. Seu acervo possui vários objetos relativos à história das ferrovias, máquinas e vagões antigos.
Entrada: R$1,00
Passeio de Maria Fumaça: sextas, sábados, domingos e feriados, ida às 10 e 14:15 horas; volta às 13 e 17 horas.

– Fortim dos Emboabas
Segundo tradição oral, a casa serviu de forte a portugueses e brasileiros do norte, que nela se entrincheiraram contra o ataque dos paulistas durante a Guerra dos Emboabas, ocorrida entre 1707 e 1709. Primeiros desbravadores da região, os paulistas consideravam injustiça ceder datas e minas aos forasteiros que chegavam em busca de ouro.

– Memorial Cardeal Dom Lucas Moreira Neves
Endereço: R. Getúlio Vargas, 52 – Centro – Cep: 36300-086.
Telefone: (32)3372-2674
Site: www.memorialdomlucas.org.br
Horário de visitação: terça à sexta de 13:00 às 17:00 – Sábado e Domingo 09:00 às 13:00h
Histórico: Criado em 2003, funciona num sobrado do final do século XVIII. Apresenta o acervo particular de Dom Lucas. Uma biblioteca com 40.000 livros, uma pinacoteca e uma memorabília.
Entrada: R$2,00

– Memorial Tancredo Neves
Composto por nove salas de exposição, o memorial reconstitui a vida do ex-presidente Tancredo de Almeida Neves, desde sua infância em São João Del Rei até sua morte em 1985.
Endereço: Rua  Padre José Maria Xavier, 7  – Centro – Cep: 36307-340.
Telefone: (32)3371-7836
Site: www.memorialtancredoneves.com.br
Horário de visitação: Quarta à Sexta 13:00 à 17:00 – Sábado e domingo e feriado: 09:00 às 17:30
Histórico: Criado na década de 80, funciona num prédio construído no início do séc. XIX. Seu acervo reconstitui a vida do Ex-presidente Tancredo Neves.
Entrada: R$: 2,00

– Mina de Ouro Presidente Tancredo Neves
A Mina de Ouro Presidente Tancredo Neves é uma profunda escavação em rocha subterrânea da qual, ainda hoje, se extrai ouro. Descendo cerca de 80 metros, chega-se a um pequeno lago no interior da mina.

– Monumento ao Expedicionário
Inaugurado em 1969, o Monumento ao Expedicionário homenageia os integrantes da Força Expedicionária Brasileira – Feb.

– Museu da FEB
O Museu da Força Expedicionária Brasileira – FEB é uma mostra da participação do 11º Regimento de Infantaria de São João Del Rei na Segunda Guerra Mundial. Documentos, indumentárias e armas, usadas pelos soldados nos campos de batalha, registram a atuação do regimento em Montese, na Itália, entre 1944 e 1945.

Endereço: Avenida Hermilo Alves, s/nº – Centro – Cep: 36307-328.
Telefone: (32)3379-1315
Horário de visitação: Segunda a Domingo de 08:00 às 11:30 e de 13:30 às 16:00
Histórico: Funciona no prédio do Centro Cultural do 11º Bimth,  onde funcionou no início do séc. XX, o Hotel Oeste de Minas, da antiga EFOM – Empresa Férrea Oeste de Minas. Seu acervo conta a participação do antigo 11º RI, durante a II Guerra Mundial.
Entrada: R$1,00

– Museu de Arte Sacra
O Museu de Arte Sacra está instalado onde funcionou a segunda Cadeia Pública da Vila de São João Del Rei. Com a transferência da cadeia em 1850, o prédio foi arrematado por particulares e, em 1983, adquirido pela Companhia de Cigarros Souza Cruz para implantação do museu. O acervo reúne peças sacras, paramentos, imagens e pratarias. São destaque a cabeça de Cristo atribuída ao Aleijadinho, a pintura “Fuga para o Egito” de Venâncio do Espírito Santo; que tem como cenário a antiga vila, e o retábulo da Capela de Nossa Senhora da Ajuda, remanescente da Fazenda do Pombal.

Endereço: Pç. Embaixador Gastão da Cunha, 8 – Centro – Cep: 36300-084.
Telefone: (32)3371-2568 ( Paróquia do Pilar )
Histórico: Funciona em um prédio do séc. XVIII, onde exista a antiga Cadeia Pública. Com um notável acervo de imagens, vestes sacerdotais, peças da antiga Capela de Nossa Senhora d’Ajuda da Fazenda do Pombal.

– Museu Municipal Tomé Portes del-Rei
Endereço: Praça Frei Orlando, 90 – Centro – Cep: 36307-352.
Telefone: (32)3372-7338
Horário de visitação: está fechado temporariamente para visitação.
Histórico: O museu foi fundado em 1959. Funciona na casa onde nasceu Bárbara Eliodora, um antigo sobrado do séc. WXVIII, desde 1970. Com peças diversas dos séculos XVIII, XIX e início do séc. XX, destacando-se o Braço da Balança de Pesagem do Quinto do Ouro.
Entrada: não tem taxa de entrada.

– Museu Regional de São João Del Rei
O sobrado, que pertenceu ao Comendador João Antônio da Silva Moura(1806-1866), abriga hoje o Museu Regional de São João Del Rei e está aberto à visitação pública desde de 1963. Muitas peças dos séculos XVIII e XIX compõem o acervo como móveis, imagens e objetos industriais, teares e roca de fiar. Entre as muitas imagens, estão duas figuras de presépio e uma imagem de São Sebastião atribuídas ao Aleijadinho.

O museu ainda possui uma biblioteca e arquivo com jornais, fotografias e documentos cartoriais da antiga Comarca do Rio das Mortes. Um anexo abriga o escritório técnico do IPHAN-Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

Endereço: Rua Marechal Deodoro nº 12, Centro – Cep: 36.300-074.
Telefone: (32)3371-7663 / 3371-7242
Site: www.museuregionaldesaojoaodelrei.blogspot.com.br
Visitação:
Exposição de longa duração – de terça-feira a Sexta-feira das 10h30 às 17h30. Sábado e domingo das 13h30 às 17h30.
Exposição de curta duração: diariamente das 9h às 18h.
Entrada:
Exposição de Longa Duração: terça-feira a sábado: R$ 1,00; domingo: visitação gratuita.
Exposição de curta duração: diariamente, de 09 a 18 horas. Entrada gratuita.
Para escolas públicas (previamente agendadas e com apresentação de ofício): visitação gratuita.
Histórico: O Museu Regional de São João del-Rei, em Minas Gerais, expõe os aspectos do cotidiano no comportamento e nos costumes dos séculos XVIII e XIX, retratados em móveis, utensílios, meios de transporte, imagens religiosas e pinturas. O objetivo do acervo montado é contar um pouco da intimidade e do modo de viver dos mineiros no período colonial.

– Pelourinho
Construído por Aniceto de Souza Lopes, o monumento substituiu no século XIX o primitivo pelourinho de madeira que ficava no Morro da Forca. Símbolo de autoridade da antiga vila, o pelourinho está  bastante descaracterizado.

– Solar da Baronesa de Itaverava
Este solar pertenceu à família da Baronesa de Itaverava e é marcado pelo jogo de telhados e a longa sacada com balcão em ferro rendilhado em sua construção. Parte dela abriga a Diretoria Executiva da Universidade Federal de São João Del Rei – UFSJ e, desde maio de 2000, o prédio cede espaço também ao Centro Cultural da UFSJ, que mantém uma galeria de arte e um auditório.
Site: www.ufsj.edu.br/centrocultural

– Solar dos Lustosa
Este sobrado pertence à família do dentista Paulo de Almeida Lustosa, criador da “Cera Dr. Lustosa”, utilizada para dor de dentes. Conhecido no país e no exterior desde 1922, o medicamento é preparado, ainda hoje, artesanalmente, no andar térreo do sobrado.

O consultório, a biblioteca e o laboratório do Dr. Lustosa foram transformados em um pequeno museu. Equipamentos, mobiliário e embalagens antigas ilustram a produção da famosa cera à época do dentista.

Endereço: Pç. Embaixador Gastão da Cunha, 54 – Centro – Cep: 36300-084.
Telefone: (32) 3371-7839
Email: clustosa@mgconecta.com.br.
Horário de visitação: não esta aberto para visitação ao publico. Porém que quiser visitar agendar horário pelo telefone 3371-3111
Histórico: Este acervo contém diversos equipamentos do antigo laboratório para fabricação da cera Dr. Lustosa, laboratório este fundado em 1922. Funciona no Solar da Família Lustosa, de 1810.
Entrada: Não é cobrado taxa de visitação.

– Solar dos Neves
No Largo do Rosário, está o solar onde viveu o ex-presidente Tancredo Neves, natural de São João Del Rei. Pertence à família Neves.

– Teatro Municipal
O Teatro Municipal foi construído em 1893 em substituição ao cinqüentenário Teatro São-Joanense, que desabou por causa de uma reforma feita em 1889. Posteriormente, o teatro foi remodelado em 1925 e em 1970.

Endereço: Avenida Hermílo Alves, s/nº – Centro – Cep: 36307-328.
Telefone: (32)3371-3704
Facebook: www.facebook.com/teatrosaojoaodelrei
Histórico: O teatro municipal foi inaugurado em 1893.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *